Domingo
02 de Outubro de 2022 - 

Elza Maria de Souza toma posse como ouvidora do MP-BA; AMPEB participa da cerimônia

A procuradora de Justiça Elza Maria de Souza tomou posse, nesta segunda-feira (19), como ouvidora do Ministério Público do Estado da Bahia (MP-BA). Ela foi reconduzida ao cargo após ser eleita, no último dia 5, pelo Colégio de Procuradores de Justiça e conduzirá o órgão durante o biênio 2022-2024. Durante a cerimônia, ocorrida na sede do MP-BA, a associada da AMPEB destacou que a Ouvidoria, como o próprio nome já antecipa, é um lugar de escuta e de aprendizado e garantiu que a manterá sintonizada com os anseios da sociedade, viabilizando o contato direto com a instituição. “Continuaremos a reafirmar o papel da Ouvidoria como um canal de comunicação direto e desburocratizado entre a sociedade e o Ministério Público e o faremos com a mesma determinação, primando sempre pela transparência, pelo respeito, pela honestidade, serenidade, ausência de juízos açodados, solidificando cada vez mais as vias dialogais com o cidadão e os órgãos de execução”, afirmou Elza Maria. O presidente em exercício da AMPEB, Marcelo Miranda, lembrou que “o Ministério Público é a casa de todos e onde a comunidade deve encontrar as portas mais do que abertas, escancaradas”, pois é missão dos seus membros servir à sociedade. “A posição da Ouvidoria é ainda mais relevante, é uma porta que se faz chegar até os mais simples, aos que estão mais afastados e que, muitas vezes, se sentem incapacitados de chegar para bater à porta do promotor de Justiça porque acham que existiria alguma formalidade ainda maior […] É uma felicidade enorme para a AMPEB saber que Dra Elza está à frente deste cargo, pela sua sensibilidade, pela forma como vem conduzindo a Ouvidoria. Ficamos muito contentes em ver que a nossa instituição continuará entregue em tão boas mãos”, salientou Miranda. A procuradora-geral de Justiça da Bahia e presidente do CNPG, Norma Angélica Cavalcanti, desejou uma caminhada de sucesso para a ouvidora e que ela e sua equipe continuem escutando de forma zelosa a sociedade baiana. A PGJ também prometeu apoio ao órgão sempre que possível, mesmo com os desafios orçamentários impostos à instituição. A corregedora-geral do MP-BA, Cleonice Lima, disse que se sente confortável em saber que a instituição possui uma comunicação eficiente e com o olhar voltado tanto para os que reclamam quanto para os que elogiam o Ministério Público. “Torço pelo crescimento e fortalecimento da Ouvidoria para que todos os cidadãos possam ter acesso ao Ministério Público”, acrescentou a corregedora.  
© 2022 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia